sábado, 6 de julho de 2013

o som sai da boca para quem toca

o som sai da boca
para quem toca
as cordas do violão
a voz que é tanta
arranha a garganta
e é bom que arranhe
assim a veia salta
assim o som pulsa
a voz entra mais alta
no coro dos corações
as notas são muitas
são perguntas à noite
são respostas à lua
gritos de surpresa
dados entre dentes
as cordas são presas
para quem vê de fora
as notas de uma canção
as notas são presas
para a aranha que mora
na boca do violão

Um comentário:

  1. Alguém que aprecia teus versos14 de julho de 2013 08:50

    E a aranha tece as notas, os sons, a voz e encanta a quem ouve e um sorriso baila nos lábios ao som que sai do violão.

    ResponderExcluir

artigos populares